Dúvidas Frequentes FIES Financiamento Estudantil Notícias

Fies 2018 foi reformulado e terá 310 mil vagas, 100 mil sem juros.

As novas regas do Fies 2018 passam a valer já no 1º semestre. Principal mudança é criação de 3 modalidades e opção de financiamento a juros zero.

As novas regras do Fies 2018 começam a valer para os contratos firmados a partir do 1º semestre de 2018. Sancionado pelo Presidente da República Michel Temer, o programa foi reformulado e trará uma série de novidades, além de 310 mil vagas, das quais 100 mil serão oferecidas sem juros.

A partir do ano que vem vão existir 3 modalidades: Fies 1, Fies 2 e Fies 3. A primeira faixa, Fies 1, corresponde ao financiamento sem juros disponibilizado para estudantes pertencentes a famílias com renda total máxima de 3 salários mínimos, sendo que os recursos serão disponibilizados pelo Governo Federal.

Nas modalidades Fies 2 e Fies 3, haverá cobrança de juros que irá variar conforme a instituição financeira que fornecerá o capital. As diferenças entre tais faixas ficam por conta da quantidade de vagas, do local de atendimento e da fonte dos recursos.

O Fies 2 compreenderá 150 mil vagas e visa atender estudantes das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, tendo como fonte de financiamento recursos de fundos constitucionais dessas localidades. Já no Fies 3 serão 60 mil contratos para alunos de instituições privadas das outras regiões, com verba oferecida pelo BNDES.

Fies 1 (sucessor do atual modelo) – 100 mil vagas

• Para estudantes com renda familiar de até 3 salários mínimos per capita
• Taxa de juros real igual a zero.

Fies 2 (nova modalidade) – 150 mil vagas

• Para estudantes com renda familiar de até 5 salários mínimos per capita
• Vagas destinadas às regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, com recursos de Fundos Constitucionais e de Desenvolvimento.

Fies 3 (nova modalidade) – 60 mil vagas

• Para estudantes com renda familiar de até 5 salários mínimos per capita
• Vagas para estudantes de todo o país.

FG-Fies – Fundo Garantidor do Fies

Também será criado o FG-Fies – Fundo Garantidor do Fies -, segundo a Medida Provisória (MP) 785/2017. Trata-se de um mecanismo para garantir o crédito para os financiamentos contratados, que tem adesão obrigatória pelas faculdades participantes do programa. A previsão de seu caixa é de um montante de cerca de 3 bilhões de reais.

Nota do Enem ainda é a porta de entrada para o FIES 2018

O Fies 2018 continuará usando a nota do Enem como um de seus critérios. É obrigatório que o interessado, além de possuir renda familiar mensal de até 5 cinco salários mínimos por pessoa, tenha prestado qualquer edição do Enem a partir de 2010, e obtido média nas notas das provas igual ou superior a 450 pontos, bem como não zerar a redação.

Desconto em Folha de Pagamento e Devolução de Crédito

Uma outra mudança que já passa a valer para o Fies 2018, é que após a graduação, ao conseguir um emprego e uma renda, o ex-aluno vai ter o desconto automático no salário. Outra mudança é a devolução do crédito, que começa a partir do primeiro mês após a conclusão do curso, desde que a pessoa esteja trabalhando.

Para mais informações e detalhes sobre o novo Fies 2018, o MEC criou um novo site para o programa.

Compartilhe nas redes sociais:

7 comentários

Deixe um comentário