Dúvidas Frequentes

Ampliado prazo para solicitação de isenção e justificativa no Enem

O INEP ampliou o prazo para quem vai solicitar a isenção no pagamento da taxa de inscrição e para quem precisa justificar a falta no Enem 2017, para 15 de abril.

O INEP divulgou hoje, sexta-feira dia 6 de abril, que ampliou o prazo para que os candidatos façam a solicitação de isenção do pagamento da taxa de inscrição do Enem 2018 e para a apresentação da justificativa para quem teve o benefício em 2017 e faltou aos dois dias de prova.

Anteriormente, o prazo iria até às 23h50 do dia 11 de abril, agora, o prazo foi ampliado para às 23h50 do dia 15 de abril, um domingo.

Segundo o INEP, o motivo para a ampliação do prazo é dar mais tempo para que os participantes possam se adequar as novidades desta edição, garantindo, assim, a isonomia a todas as pessoas com direito à gratuidade da taxa de inscrição do Exame.

Inscrição no Enem 2018

Todos os candidatos, isentos ou não, deverão se inscrever no Enem 2018 entre os dias 7 e 18 de maio, com pagamento da taxa até 23 de maio.

Justificativa de falta no Enem 2017

Quem teve direito à gratuidade no Enem 2017, faltou aos dois dias de aplicação no ano passado e pretende requerer novamente a isenção no Enem 2018 deverá justificar a ausência no mesmo período e no mesmo sistema da isenção.

A relação de documentos aceitos para cada motivo de ausência está listada no edital, no site do Enem 2018, neste link.

O resultado da solicitação de isenção será divulgado na Página do Participante em 23 de abril. O período de apresentação de recursos será entre 23 e 29 de abril, quando o interessado terá a oportunidade de apresentar novos documentos.

Se o recurso for negado, o candidato ao Enem 2018 ainda terá a opção de se inscrever, em maio, e pagar a taxa de R$ 82.

Requisitos para solicitar a isenção no Enem 2018

Quatro perfis serão beneficiados pela gratuidade, sendo um deles inédito. Será isento da taxa de inscrição o participante que:

  • 1. Estiver cursando a última série do ensino médio em 2018, em qualquer modalidade de ensino, em escola da rede pública declarada ao Censo da Educação Básica;
  • 2. Tiver participado do Encceja 2017, na modalidade do ensino médio, na aplicação nacional, para Pessoas Privadas de Liberdade (PPL), ou exterior, e obtido proficiência que permita certificação na área de conhecimento na qual se inscreveu;
  • 3. Tiver cursado todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede privada e comprovar renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio (Lei nº 12.799/2013);
  • 4. Declarar estar em situação de vulnerabilidade socioeconômica por ser membro de família de baixa renda, e estiver inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) por apresentar renda familiar per capita de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal de até três salários mínimos. O participante que solicitar isenção da taxa de inscrição por estar incluído no CadÚnico deverá informar o seu Número de Identificação Social (NIS), único e válido (Decreto nº 6.135/2007).

Compartilhe nas redes sociais:

Deixe um comentário